Estado do Pará

O Pará é o segundo maior estado brasileiro em território. Com uma área de 1.247.954,666 km², o Pará é a 13ª maior entidade subnacional do mundo. Se fosse um país, seria o 22º do mundo em área. É maior que a área da Região Sudeste brasileira. É dividido em 144 municípios. O maior deles é Altamira com 159.696 km², o quinto município mais extenso do mundo.

A bacia hidrográfica do estado abrange área de 1.253.164 km², sendo 1.049.903 km² pertencentes à bacia Amazônica e 169.003 km² pertencentes à bacia do Tocantins. É formada por mais de 20 mil quilômetros de rios e os principais são: rio Amazonas, Tapajós, Tocantins, Xingu, Jari e Pará. Esta rede hidrográfica garante duas importantes vantagens: facilidade da navegação fluvial e potencial hidro-energético.

A Capital: Belém

Com uma população de 1.432.844 habitantes, é uma das cidades mais populosas do Brasil e da Região Norte. Possuindo um dos maiores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) entre os municípios do norte brasileiro.

Em seus 400 anos de história, Belém vivenciou o período áureo da borracha, no início do século XX, quando o município recebeu inúmeras famílias europeias, que influenciaram grandemente a arquitetura das edificações locais, ficando conhecida na época como Paris n'América. Hoje, apesar de ser moderna, Belém não perdeu o ar tradicional das fachadas dos casarões, das igrejas e capelas do período colonial.

Economia

A mineração é atividade forte na região sudeste do estado, sendo Parauapebas a principal cidade que a isso se dedica. A agricultura também se faz presente, desde a década de 1960, ao longo da malfadada Rodovia Transamazônica. O Pará é o maior produtor de pimenta do reino do Brasil e está entre os primeiros na produção de coco da Bahia e banana.

A indústria do estado concentra-se mais na região metropolitana de Belém, com os distritos industriais de Icoaraci e Ananindeua, e também vem se consolidando em municípios como Barcarena e Marabá. Pela característica natural da região, destacam-se também as indústrias madeireira e moveleira. As regiões sudeste e sudoeste do Pará tornaram-se uma nova área para essa atividade agrícola da soja, principalmente pela rodovia Santarém-Cuiabá (BR-163), onde é escoada boa parte da produção de soja do Mato Grosso, que segue até o porto de Santarém.

Turismo e Cultura

Belém, conhecida também como Portão de Entrada da Amazônia, proporciona diversas possibilidades de cultura e lazer. A cidade é rica em história, cultura, cores, cheiros, sabores e em natureza, podendo ser observado nos seus diversos pontos turísticos. Conta com importantes monumentos, parques e museus, como o Teatro da Paz, o Museu Paraense Emílio Goeldi, o parque Mangal das Garças, o mercado do Ver-o-Peso, Estação das Docas e eventos de grande repercussão, como o Círio de Nazaré.